Auxilio-Reclusão x Salário Mínimo

O auxílio-reclusão é maior que o salário mínimo? Vale mais a pena ser preso do que trabalhar? São perguntas que deveriam ser óbvias, mas que em tempos de Facebook e CQC, acabam por tornar-se complicadas, extremas.

Afinal, vale mais a pena trabalhar ou ser preso?

{{Crédito da foto:{link url="http://www.flickr.com/photos/mauriciosapata/8094966087/sizes/l/in/photostream/" target="_blank"} Mauricio Sapata{/link}}}

{{Crédito da foto: Mauricio Sapata}}

 

Por vezes somos confrontados com bizarrices tais quais:

{{Não sei o crédito da bizarrice, achei no Google e no Facebook}}

- Mas, seu Caipira safado, como raios pode um preso, a escória da humanidade, um tipinho que fez coisas MÁS, ganhar mais que o pobre trabalhador????

Calma, criança, o titio já explica… Vamos do começo. Qual o valor real do tal auxílio-reclusão? É possível ganhar mais de 4 mil reais estando preso? Vejamos o que diz o Ministério da Previdência Social, responsável pelo pagamento da bagaça:

O auxílio-reclusão é proporcional à quantidade de dependentes? 
Não. O valor do benefício é dividido entre todos os dependentes legais do segurado. É como se fosse o cálculo de uma pensão. Não aumenta de acordo com a quantidade de filhos que o preso tenha. O que importa é o valor da contribuição que o segurado fez. O benefício é calculado de acordo com a média dos valores de salário de contribuição.

{{não acredite em mim}}

Ou seja, a primeira imagem, bizonha, que soma a quantidade de filhos e dá um salário bem parrudo, está errada {{Capitão óbvio ataca novamente!}}. Mas ainda assim, o preso vai ganhar mais que o trabalhador?!

Não, criatura. O preso não ganha absolutamente nada. Quem ganha é a família do preso. Está lá, no mesmo site citado acima: “O segurado preso não recebe qualquer benefício. Ele é pago a seus dependentes legais. O objetivo é garantir a sobrevivência do núcleo familiar, diante da ausência temporária do provedor.

Agora vamos explicar ao macaquinho que quer entender {{tem um macaquinho na imagem lá em cima, não tem?}} como raios isso acontece. Vamos aos valores do tal auxílio.

o último salário-de-contribuição do segurado (vigente na data do recolhimento à prisão ou na data do afastamento do trabalho ou cessação das contribuições), tomado em seu valor mensal, deverá ser igual ou inferior aos seguintes valores, independentemente da quantidade de contratos e de atividades exercidas, considerando-se o mês a que se refere

(…)

O valor do auxílio-reclusão corresponderá ao equivalente a 100% do salário-de-benefício.

Ou seja, caro energúmeno {{estou a falar com o macaco da foto, não com você, solene leitor, belíssima leitora}} o valor máximo para recebimento será de R$ 971,78.  E somente para o caso em que o preso ganhava igual ou mais que este valor.

Ou seja, um preso que trabalhava sem carteira assinada ou que nunca trabalhou não ganhará nem um centavo do auxílio. Coisa, aliás, que o blog considera um erro. 

NÃO INTERESSA, CAIPIRA, SEU MONSTRO! NÃO QUERO QUE MEU DINHEIRO VÁ PARA ALGUÉM QUE COMETEU UM CRIME!

Ótimo, histérico leitor, o seu dinheiro não vai para ele. Conforme disse um colega em seu próprio blog, anos atrás:

Notem que trata-se de um auxílio condicionado à Previdência Social e que exige que o sujeito preso tenha contribuído para o previdência.

{{não acredite em mimLemos Ideias}}

É o dinheiro do preso, indo para a família do preso. E para que você possa, de fato, dormir em paz, vejamos os dados:

Quantos benefícios de auxílio-reclusão são pagos atualmente no país?
De acordo com o Boletim Estatístico da Previdência Social (Beps), o INSS pagou 33.544 benefícios de auxílio-reclusão na folha de janeiro de 2012, em um total de R$ 22.872.321. O valor médio do benefício por família, no período, foi de R$ 681,86.

{{não acredite em mim}}

Sabe qual o tamanho da população carcerária do país? Segundo a BBC de Londres, o Brasil tem a 4ª maior população carcerária do país, com cerca de 500 mil presos {{não acredite em mim}}. Ou seja, aproximadamente 6,7% dos presos têm direito ao auxílio. Ou, se te faz dormir melhor, 93,3% dos familiares dos presos NÃO recebem auxílio algum.

{{Não te parece mó legal estar preso?!}}

Agora, longe de mim querer colocar caraminholas em sua pobre cabecinha, mas, posso perguntar uma coisa? Mas quando uma facção criminosa auxilia a família de um preso, qual a chance desse preso sair recuperado?

E se, ao invés de ver como desperdício de dinheiro, você começar a fazer as contas e ver que talvez, só talvez, saia mais barato pagar os familiares dos presos e conseguir um futuro a estas famílias do que deixar que o PCC alicie as mesmas famílias, recrutando mais criminosos e aumentando a população carcerária {{que, já vimos, é a 4ª maior do mundo. Segundo a mesma BBC de Londres, faltam cerca de 200 mil vagas…}}.

Complicou? Relaxa, o PCC não ajuda ninguém…

Auxílio-Reclusão x Salário Mínimo

 

{{não acredite em mim – Estadão}}

Comente pelo Facebook

Comentários

Powered by Facebook Comments

Artigos Relacionados

Eduardo Galeano e o "mundo de mierda"
"Amor e Revolução" e a folha: ditadura x ditabranda
Dia da consciência negra, feriado?!
Cristina Kirchner e a volta dos que não foram
folha distorce notícia e dá a entender que Dilma concordou com operação na Cracolândia
O que eu penso disso tudo...

6 comentários

  1. Tiago Tarifa disse:

    Obrigado por esclarecer, eu sabia de alguma coisa do genero mas não tudo isso!
    E gostei do linguajar, prefiro “bagaça” sincera do que qualquer outra palavra bonita (não veio nenhuma me mente) porem mentirosa!

  2. Janderon Lemos disse:

    visto que o marginal só receberá o auxilio se antes estiver trabalhado de carteira assinada.

    então quer dizer que por ele já ter trabalhado de carteira assinada, e se acaso o próprio, vir a ficar desempregado e não aparecendo outra oportunidade de trabalho, sabendo que se for preso irá ganhar R$ 971,78, e que se trabalhar de maneira autonoma não irá obter o mesmo valor do auxilio, a vista que sua familia se encontrar em ‘mal estado’ ..

    não achas que será uma ‘tentação’ cometer atos criminais, para poder ser preso mesmo que o beneficio não venha a ele e sim a sua familia, até porque a estádia dele quem pagará é o povo que contribui com altos impostos?

    não achas que indice de criminalidade irá aumentar?
    não achas que o governo devia aumentar o salário dos trabalhadores honestos?
    não achas que o governo deveria criar leis mais severas para causar uma certa intimidação no marginal e então ‘pensar duas vezes’ antes de cometer crimes?
    não achas que ai está tendo uma grande inversão de valores?

    • Janderon,

      Para que o preso receba o valor citado, conforme dito no texto do post, seria preciso que ele tivesse um emprego de carteira assinada com valor superior ou igual a esse.

      Eu não sei você, mas no meu caso, estando no lugar proposto por ti, preferiria pedir o seguro-desemprego, não acha não?

      • Robson disse:

        Só que o Auxílio-Desemprego tem data de término, já essa merda de auxiio-reclusão é enquanto o vagabundo que rouba o cidadão de bem estiver preso…

    • françoar disse:

      a raiz de todos os problemas sociais do Brasil é a corrupção,se o individuo cumpre com sua obrigação de contribuinte é justo que sua familia seja amparada pelo governo ja que este está pagando sua divida para com a sociedade.as leis deveriam ser mais rigidas com relação àqueles que administram o dinheiro publico.com relação ao preso,este sim deveria trabalhar para pagar as despesas consigo dentro da prisão.

Faça um comentário

Crie Web - Desenvolvimento de Qualidade!
Leia também:
Homofobia não


Sempre que um sujeito é atacado publicamente por ter feito declarações consideradas homofóbicas, a resposta é a mesma: "Vivemos uma ...
{{não acredite em mim}}

Close