Quando Lula estava para sair da presidência chegou a dar uma declaração bastante interessante a respeito de sua saída, disse ele:

“Sei da minha relação com a sociedade, mas quero desencarnar do cargo. Quero fazer uma limpeza para voltar a agir na mais primorosa normalidade de um ser humano.”

{{não acredite em mim}}

A revista Veja chegou, à época a fazer uma capa sobre o fato de Lula deixar de ser presidente:

 

Há na psicologia um termo bastante conhecido: projeção.

Resumidamente o termo significa:

 Mecanismo de defesa pelo qual uma pessoa atribui a outra ou a algum fator externo suas próprias motivações ou conflitos

Um pouco antes, ainda em 2010, foi colocada pela imprensa em geral a dúvida: “Lula tentará um 3º mandato?!”.

Ao contrário do que a maioria pode pensar a oposição lamentou que Lula não tenha tentado mesmo o 3º mandato. Era óbvio que conseguiria. Sua reeleição não apenas o desgastaria como permitiria que os governadores {{a oposição detém alguns dos principais estados, lembra?}} também tivessem um 3º mandato.

Lula demonstrou maturidade política e republicana. E contra a vontade da maioria {{sim, da maioria}} elegeu uma sucessora, ao invés de outra reeleição.

Eu já escrevi aqui mesmo sobre a dependência da mídia com relação ao ex-presidente, mas a folha, especificamente, tem se superado.

Ou coloca Lula como opositor de Dilma {{aquela que antes era um poste, lembram?!}} ou coloca Lula como um bon vivant como fez em recente matéria {{não acredite em mim}}. Entre outras bobagens diz a folha:

A diferença é que, agora, o o governo não paga mais as viagens de Lula. Mas ele tem a ajuda de amigos, que lhe oferecem jatinhos, e de empresas que o convidam para eventos e bancam os custos.

Fosse outro ex-presidente e os convites para eventos não seriam apenas considerados normais, como seriam exaltados como trabalho, já que Lula tem ido proferir palestras.

Não é uma questão de preconceito, apenas, mas de audiência, vendas. Falar de Lula traz audiência para o site, venda para o jornal e revista.

Ah, faltou uma informação essencial dita pela folha na matéria:

Segundo sua assessoria, as viagens para palestras são pagas pelo contratante.

Segundo a assessoria, é bom frisar. Afinal, todo o resto do mundo quando viaja a trabalho tira do bolso a hospedagem e o translado, certo?! Otávio Frias responderia sim.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Inscreva-se em nossa Newsletter

Não perca nenhum conteúdo. Não se preocupe, seu e-mail não será repassado a ninguém.

Obrigado, sua inscrição foi feita!

Compartilhar

Compartilhe esse artigo!